Arnaldo Jabor public
[search 0]
Plus

Téléchargez l'application!

show episodes
 
Loading …
show series
 
Enquanto muitos presidentes do mundo ocidental estão assustados com vitória de Bolsonaro, Trump já ligou para ele para parabenizá-lo. O que está na cabeça deles dois seria um mundo sem a complexidade atual, mas paralisado e menos intenso. "Brasileiros, feliz ano velho”.
 
Eles buscavam um salvador da pátria. E encontraram. O problema é que ele é uma porta aberta para a revivência dos militares na vida política. Vai caber a eles uma grande responsabilidade sobre o país. Dar poder político a quem controla as armas é um passo delicado. É preciso estimular o bom senso dos chefes militares.…
 
As históricas não dependem necessariamente do desejo dos atores políticos. Muitas vezes, elas vêm por um acúmulo de fatos e informações que parecem vir sozinhos. Exemplos disso foram a ditadura militar e a redemocratização. Talvez estejamos vivendo uma mudança histórica nos dias de hoje.
 
Depois disso, será difícil a regeneração. A população vota contra o estado das coisas, mas nunca a favor de nada. Era de se imaginar que ao longo dos anos democráticos haveria maturidade maior entre eleitores e militantes, mas existe uma mutação histórica em curso.
 
Autoridades estão usando termos mais leves para episódios graves. Dias Toffoli, por exemplo, mudou o sentido ao dizer que o golpe de 1964 não foi um golpe ou uma revolução, mas simplesmente um movimento. A situação está tão perigosa que pode levar nossas situações à deriva, boiando num mar de loucura.…
 
Tudo que esperávamos não rolou. Isso gera também decepção. A desconsideração com a política nos leva à busca ao sedentarismo e alimenta a ideia de vingança. Por isso, vota-se com rancor. E há também o medo. Chegamos ao desinteresse e ao cinismo.
 
Falamos do Brasil como se ele fosse uma realidade com vontade própria e esquecemos que a nossa responsabilidade e vontade moldaram a zorra que está diante de nós. A reforma da Previdência poderia ter acontecido, mas ficamos reduzidos a somente atacar o Temer, como se ele fosse o demônio da pátria.
 
Lembram-se do bispo, ou pastor ou recolhedor de dízimos que chutou a imagem de Nossa Senhora no ar? Ele foi banido da igreja dele. Agora, os evangélicos estão atacando, sem trégua, o candomblé, principalmente na Bahia. Invadiram terreiros e até criaram uma milícia chamada Gladiadores do Altar.
 
Loading …

Guide de référence rapide

Google login Twitter login Classic login